SP – DESLUGARES NO FIM DE SEMANA

Ines Correa_080415_4566qw
Deslugares, Raul Rachou e Helena Bastos Deslugares, Raul Rachou e Helena Bastos

DESLUGARES / Grupo Musicanoar (Helena Bastos e Raul Rachou)

Maio
Dias 6, 7, 8, 9 e 10, de quarta a sábado, às 21h30 e domingo, duas apresentações às 17h e 20h
Dias 13, 14, 15 e 16, de quarta a sábado, às 21h30
Dias 19, 20, 21, 22 e 23 de maio, de terça a sábado, às 21h30

Local: SP ESCOLA DE TEATRO – Sala R8
Praça Roosevelt, 210 – Centro – SP
Tel: 11 3775-8600

SP – HOJE TEM ESTREIA DO MUSICANOAR NA SP ESCOLA DE TEATRO

DESLUGARES


DESLUGARES DESLUGARES

Deslugares. Grupo Musicanoar
Temporada: De 1º de abril a 23 de maio
Local: SP ESCOLA DE TEATRO – Sala R8 / Praça Roosevelt, 210 – Centro – SP

Mostra Rastros Deslugares
Abertura dia 8 de abril, às 21h30 até 23 de maio, das 10h as 21h
Local: SP ESCOLA DE TEATRO – Saguão

Lançamento do livro Corpo e Cidade
Local: SP ESCOLA DE TEATRO – Saguão
Dia 23 de maio

SP – DESLUGARES ESTREIA 1 DE ABRIL

DESLUGARES DESLUGARES DESLUGARESDESLUGARES

Deslugares, com o Grupo Musicanoar
Temporada: De 1º de abril a 23 de maio
Local: SP ESCOLA DE TEATRO – Sala R8

Mostra Rastros Deslugares e Intervenções Urbanas
Abertura dia 8 de abril, às 21h30
Local: SP ESCOLA DE TEATRO – Saguão

Lançamento do livro Corpo e Cidade. Moveres entre aproximações e distanciamentos
Local: SP ESCOLA DE TEATRO – Saguão
Dia 23 de maio

SP ESCOLA DE TEATRO – Praça Roosevelt, 210 – Centro – SP
Tel: 11 3775-8600

SP – MEIO SEM FIM

MEIO SEM FIM - IVANA MENNA BARRETOMEIO SEM FIM - IVANA MENNA BARRETO

MEIO SEM FIM - IVANA MENNA BARRETO
Fotografias: Inês Correa

Meio sem fim é um desdobramento do solo de Ivana Sem o que você não pode viver?. Lila Greene, coreógrafa americana radicada em Paris, colaborou com a brasileira, intervindo, a partir de sete imagens geradas pela performance de Ivana. Meio sem fim é construído a partir de encontros com outros coreógrafos, convidados a criar algo sobre o que viram em Sem o que você não pode viver; e fazem performances sobre o solo. André Masseno, Cláudia Müller, Flora Mariah e Lila Greene reinterpretam os gestos de, Ivana, em seus próprios solos. A montagem é resultado de uma residência de criação de Ivana, de três meses, em Paris, com Lila – que foi sua professora, na capital francesa, na década de 1980. A pesquisa foi contemplada pelo Programa de Residências Institut Français/Cité Internationale des Arts, com apoio do Centre National de la Danse (CND).O resultado da residência foi apresentado em 2013 no Sudio May B, no Micadanses, Paris. Para finalizar o trabalho, Lila Greene veio ao Rio de Janeiro fazer apresentações do duo com Ivana, no ano passado.

Leia mais: Funarte // Caderno 2 / Helena Katz